Fundo Solar disponibilizará R$50 mil em 2015

O Fundo Solar, projeto do Instituto Ideal para incentivo financeiro a sistemas fotovoltaicos, lança sua segunda fase em janeiro de 2015. Serão disponibilizados mais 20 mil euros, o equivalente a R$ 50 mil, que serão destinados ao apoio para instalações de microgeradores fotovoltaicos de consumidores residenciais e empresários.

Os equipamentos apoiados pelo Fundo precisam ter uma potência de até 5 kW, além de estar integrados a uma edificação e participar do sistema de compensação de energia (conforme previsto na Resolução 482/2012 da Aneel). Solicitantes que atenderem aos quesitos estipulados pelas diretrizes podem receber, a fundo perdido, entre R$ 1 mil e R$ 5 mil.

A chamada de projetos desta segunda fase começa no dia 5 de janeiro e vai até o dia 1º de março de 2015 e as análises dos pedidos começam a partir de janeiro. Vale lembrar que a solicitação para receber o Fundo Solar deve ser feita pelo proprietário do sistema e o Fundo apoia apenas sistemas que ainda não foram comprados e nem instalados.

A intenção é que a ajuda financeira seja o impulso que faltava para a propagação de fotovoltaica no país, além de contribuir para se ter mais informações sobre esse mercado. O responsável pelo Fundo Solar do Ideal, Peter Krenz, explica: “As informações repassadas pelos solicitantes do projeto nos ajudam a identificar os desafios do mercado fotovoltaico no país e elaborar soluções junto aos tomadores de decisões”.

O Fundo Solar é uma iniciativa do Instituto Ideal em parceria com o Grüner Strom Label (Selo de Eletricidade Verde da Alemanha) e conta com o apoio da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH.

A primeira fase do projeto foi finalizada em 2014, depois de empregar 25 mil euros (R$ 65 mil) em projetos fotovoltaicos pelo país.

Fonte: http://www.jornaldaenergia.com.br/ler_noticia.php?id_noticia=18453&id_tipo=2&id_secao=2&id_pai=0&titulo_info=Fundo%20Solar%20disponibilizar%26aacute%3B%20R%2450%20mil%20em%20201…